SEJAM TODOS BEM VINDOS

"A alma é uma borboleta... há um instante em que uma voz nos diz que chegou o momento de uma grande metamorfose..." Rubem Alves

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

MEUS SONHOS



Meus sonhos desmoronaram-se
Como castelos de areia
Levados pelas ondas do mar
Como anjos de cristal
Ao escapar de minhas mãos e atingirem o chão
Partiram-se
Nada mais conseguirá restaurá-los
Os ventos sacudiram minha alma
Arrastando-a de volta para a escuridão e o caos
Mentiras e mais mentiras
Lançadas no meu rosto distraído
Será que ao menos sonhar vai ser possível?
Será que ao menos um dia saberei exatamente onde ir?
Será que minha paz voltará?
Será que poderei enfim sorrir? 


DEISE FORMENTIN 

4 comentários:

Breakfast in Bed disse...

lindo ...

PH SOUZA disse...

Otimo poema, muito criativa Deise.

Beatriz Leal Vieira disse...

Muito bonito seu poema!!

Adorei
abraços

Jeferson Cardoso disse...

Sim, será possível sonhar, sorrir, ter paz e saber aonde ir, pois para o legítimo sonhador não há sonho frustrado, mas sim sonho em curso. Lindo poema!
Deise, a propósito, por acaso, gosta de literatura amadora? >>> O http://jefhcardoso.blogspot.com anseia por seu comentário. Abraço e boa semana!