SEJAM TODOS BEM VINDOS

"A alma é uma borboleta... há um instante em que uma voz nos diz que chegou o momento de uma grande metamorfose..." Rubem Alves

domingo, 4 de março de 2012

A PAZ DO POETA





Não entendi nada
Ah a linda madrugada silenciosa...
A pena parou de escrever incessantemente
A fonte de inspiração está secando velozmente
E por isso o poeta vai morrendo lentamente
A margem de sua própria loucura
Doutor de si mesmo
Médico da sua alma
Sábio com seus pensamentos ilusórios
Artista de obras reprimidas
Articulador de palavras
Desenhista de sua história
Compositor da música que ressoa tão bela
Que combinação de feras
Gosto de brincar de pintar aquarelas
De plantar flores belas
Nas suas janelas
Na inocência da dor
Na alegria da cor
Na vivência do amor
No sorriso e calor
De mãos dadas com a paz estou
Sonhar, sorrir e viver
Na esperança de um dia estar com você.


Recebi Certificado de Menção Honrosa com essa poesia em 2009, ela foi publicada na Antologia Poética do 1º Concurso Literário Internacional Casa Museu Professora Maria José Fraqueza, na Cidade de Fuseta em Portugal.


Nenhum comentário: