SEJAM TODOS BEM VINDOS

"A alma é uma borboleta... há um instante em que uma voz nos diz que chegou o momento de uma grande metamorfose..." Rubem Alves

terça-feira, 31 de julho de 2012

O ATO DE ENVELHECER...





Hoje ao acordar deparei-me comigo mesma olhando de dentro do espelho de volta para mim, percebi algo novo quando amarrava meu cabelo lisão e estava prestes a prendê-lo num costumeiro rabo-de-cavalo, quando vi algo que fez minha expressão mudar, ficando pensativa ao localizar ao invés de um que teima em crescer mesmo após tê-lo arrancado diversas e inúteis vezes, três fios de cabelo branco, mas ao contrário da histeria e de ligações urgentes para a cabelereira a fim de marcar um horário o mais breve possível para tingir o cabelo, mative a calma, peguei uma pinça e removi os fios, pois ao longo de quase 33 anos de existência eles nunca sentiram-se mergulhar no universo sem volta das tinturas, continuam os mesmos castanhos claros quase cor de mel, creio que só me renderei a essas técnicas capilares quando não puder mais controlar a incidência de fios brancos e para que eles não me dominem ai então os colorirei. Mas o fato é que escrevo sobre isso para expôr que não nos damos conta da velocidade com que o tempo e a vida passam por nós, o ato de envelhecer torna-se algo involuntário e inesperado, porque por mais que ninguém queira deixar de ser jovem, quando percebe-se anos se passaram, paramos de trabalhar, estamos aposentamos e isso nos dá medo as vezes, toda essa incerteza em relação ao dia de amanhã, nos torna seres inseguros e pensativos, envolvidos numa rotina absurda de trabalho e responsabilidades em pról de algo que nem sabemos ao certo se chegaremos lá que é o amanhã, por isso precisamos parar um pouco, refletir sobre o que temos e se o que queremos realmente vale a pena, ou se estamos queimando energia desnecessária correndo atrás de algo passageiro, devemos aprender a valorizar coisas simples como o amor, a amizade verdadeira, a família que são bens que já possuímos desde sempre, ganância, orgulho e preconceito não nos levam a nada. Pensem nisso!!! Boa semana a todos...     

Um comentário:

MOULA disse...

A nossa verdadeira identidade, em tempo presente, em tempo de nós estarmos percebendo o crecimento de si mesmo. É da valorização da vida,da vida vivida e aceitação de nossos porcesso de existência.